Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

Aprender a contar outs

Aprender a contar outs

Aprende a contar outs absolutos e relativos de forma simples e prática.

por Academia   |   comentários 0

Sabemos que o poker é um jogo de pessoas, lógica, psicologia e também matemático. Baseados nisso, é importante, para o sucesso no esporte, mesmo nos níveis mais baixos, o conhecimento básico da matemática inerente ao jogo.

Neste artigo, ensinarei o leitor a calcular os seus outs de maneira simplificada, diferenciando aqueles que são absolutos e os relativos.

Inicialmente, é importante compreendermos que os outs não são nada mais do que aquelas cartas que servem para melhorar o nosso jogo. Exemplificando, se temos duas cartas de ouros na mão e no flop surgem mais duas, existem nove cartas restantes no baralho para que façamos o nosso flush. Logo, temos 9 outs para acertarmos tal jogo.

Bem, agora que sabemos o que são outs, é necessário distinguir entre outs absolutos e outs relativos.

Outs absolutos são aqueles em que se acertarmos nossa mão temos a certeza de que iremos vencer. Por exemplo, temos KQo e o flop é 2JTr. Nesse caso, temos 8 outs para o nuts (melhor jogo possível), que são os quatro 9 do baralho, mais os quatro A. surgindo qualquer uma dessas cartas, fazemos o melhor jogo possível e temos a certeza de que iremos vencer a mão, ou, no pior cenário, empataremos, caso algum oponente também tenha KQ. Logo, neste exemplo, temos 8 outs.

Seguindo com o exemplo acima, passo a explicar outs relativos: são as cartas que PODEM fazer com que nosso jogo seja suficiente para superar o adversário. No mesmo flop 2JTr, temos KQ. Já sabemos que os 9 e A, são outs absolutos, mas as três Q e os três K, PODEM, OU NÃO, ser suficientes para batermos os adversários. Nesse caso, esses outs devem ser contados somente como relativos, e não absolutos, já que não temos certeza de que top pair será suficiente para vencermos a mão.

Agora que já sabemos diferenciar outs, passamos a aprender a contagem dos mesmos. Para que não haja confusão nesse momento, vamos calcular a nossa equidade, baseados somente em outs absolutos.

Seguimos com o mesmo exemplo, seguramos KQo no flop 2TJr. Como já vimos, temos 8 outs. Para calcularmos a nossa equidade e sabermos a percentagem (%) de vezes que iremos acertar a mão desejada, devemos, no flop, multiplicar o nosso número de outs por quatro. Então, no nosso exemplo 8 x 4 =32, ou 32%. Essa percentagem é o numero de vezes que iremos acertar a nossa mão, contabilizando já a abertura do river. Agora vamos supor que o turn é um 4, ou seja, uma carta insignificante para a nossa mão. Para sabermos a percentagem de vezes que iremos acertar a nossa mão, do turn para o river, ao invés de multiplicarmos por 4, iremos multiplicar por 2. Logo, 8 x 2 = 16, ou 16%.

A contagem correta de outs é simples, prática e vital para o sucesso de qualquer jogador, em qualquer limite. Espero, com este artigo, ter ajudado o leitor com mais este tema. Caso existam dúvidas, basta deixar um comentário, será uma satisfação ajudar no vosso processo de aprendizagem.
 
Daniel Dornelles

Partilhar "Aprender a contar outs" via:

 
p