Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

A saída da Partypoker no mercado australiano

A saída da Partypoker no mercado australiano

O fim da Partypoker na Austrália acontecerá amanhã, a 31 de agosto.

O operador de poker online confirmou a sua saída do mercado de apostas australiano, depois do Senado da Commonwealth ter aprovado um projeto de lei que proíbe a prestação de serviços de igaming não licenciados aos jogadores australianos.

O anúncio foi feito numa publicação no blog oficial. O mesmo dizia que não aceitaria mais clientes locais a partir de 31 de agosto, mas assegurou que os fundos de cada jogador estão garantidos e que poderão retirá-los no momento que acharem conveniente.

Confira o comunicado:

comunicado

Tom Waters, diretor-gerente da Partypoker, disse que, sendo um dos seus mercados fortes, eles estão descontentes com a saída: "Continuaremos a trabalhar com a aliança de jogadores australianos para pressionar o governo a fornecer um ambiente seguro e regulado para que os moradores joguem poker online no futuro", afirmou.

A partir de amanhã, PartyPoker torna-se assim a primeira grande marca de jogo a deixar a Austrália depois de 9 de agosto, dia da aprovação das mudanças propostas para as leis de jogo online do país.

Pokerstars, outro grande nome presente no país, anunciou a sua saída para meados de setembro. No entanto, operadoras como 888poker, Vera & John, Gaing Innovation Group e 32Red deixaram a Austrália antes mesmo do voto no Senado.
 

, ,

Partilhar "A saída da Partypoker no mercado australiano" via: