Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

Trading em Futebol: Time Bombs

Trading em Futebol: Time Bombs

O bom trader sabe como aproveitar a variação do mercado a cada momento.

Uma boa gestão do tempo de trading minimiza a sua exposição e protege os seus lucros.

por Josué Ramos   |   comentários 0

Desde que comecei a fazer meus primeiros movimentos e operações, tanto como trader como punter, como todos vocês, observava as odds a moverem-se a favor do tempo ou influenciadas por fatores preponderantes como um golo, uma expulsão e ficava fascinado.

Havia períodos onde mesmo sem influência alguma que não o tempo as odds aceleravam e outros períodos de uma lentidão maior, e em todos os jogos com o peso do tempo na segunda parte de uma partida de futebol o processo ficava ainda mais acelerado, desta forma, sempre vi possibilidades de apenas entrar no mercado num desses períodos e sair logo que a natureza do mercado fizesse o seu trabalho.

Isto foi antes de descobrir o exato período dessas zonas. Antes de colocar tudo no papel e nos gráficos, baseava-me muito no movimento do mercado, algum tempo depois tudo ficou mais automático para mim e mesmo já sabendo que de algumas zonas têm maior probabilidade de movimento lento ou rápido, ainda vemos que o mercado se mexe conforme nós, apostadores, traders, agimos.

Time Bombs são zonas com maior probabilidade de movimento lento ou rápido.

Isto é óbvio, mas diz nos também que para encontrar uma zona mais rápida não precisamos de estar dentro do período de tempo aqui classificado, pois as Time Bombs aparecem no decorrer do jogo em várias situações e muitas delas causadas por alguma ação no jogo, tudo aquilo que todos nós já sabemos, mas  para quem está a começar e para aqueles que pretendem crescer a sua banca nas apostas, este talvez seja um dos caminhos mais tranquilos e lucrativos, porém também, um dos mais lentos.

Vamos direto ao assunto. Vou colocar aqui a minha forma de trabalhar usando essas zonas e mais uma vez, não é um método infalível apenas a minha forma de trabalhar.

Primeiro, gosto do mercado O/U (Over e Under), prefiro o mercado de golos pelas oscilações que apresenta. O tempo é sempre mais rigoroso com o mercado de golos do que com os outros mercados. E na segunda parte a situação fica ainda mais impiedosa e a oscilação mais intensa.

Assim as zonas classificadas são:

Intervalos de @1.33 a @1.5 Em zona Média.
Intervalos de @1.5 a @1.7 Em zona Lenta.
Intervalos de @1.8 a @2.2 Em zona Rápida.
Intervalos de @2.2 a @2.5 Em zona Lenta.
Intervalos de @2.5 a @3 Em zona Rápida. 


Neste sentido não interessa se vai operar na primeira parte em mercados HT ou apenas na segunda que é quando as odds perdem a resistência ao tempo, a forma de operar é igual.

As zonas estão explicadas acima, e variam conforme alguma ação, mas trabalhando dentro delas consegue-se um lucro razoável e sem muitos riscos para a stake.

Então trabalho nesse sentido esperando as cotações do mercado O/U chegarem as zonas referidas para começar a agir. Tento sempre extrair o máximo possível do jogo quando o estou a ver em direto, mas como as vezes faço operações sem sequer ver o jogo, apenas com base no volume e liquidez, não arrisco tentando apanhar o máximo de lucro que a variação dessas zonas me pode dar.

O tempo de permanência varia conforme a agitação do mercado, as vezes nem 1 minuto se fica com a stake exposta, noutras ocasiões precisa-se de mais tempo.
 

A grande lei do trading desportivo sempre foi, operar o menor tempo possível com a stake exposta, ou seja quanto menos Exposição melhor, e é nesse sentido que trabalho quando me tento focar apenas em Time Bombs.



Tenham então em mente o que foi dito sobre o menor tempo de exposição, pois é o que um trader profissional busca.

Outro ponto a evitar é a ganância. Temos que saber a hora de sair e fechar a operação, pois muitos querem lucrar demais com uma operação simples, conseguir perto de 10% do investido em stake, já está bastante bom. Até menos que isso por vezes já me serve, se trabalharem em Scalping nessas zonas também vale apena. Porém eu prefiro o Swing trading.

Agora, a questão de como operar e a stake que se deve usar fica por conta do próprio trader. O que precisa ficar já estabelecido é que, o trader não pode deixar passar estas oportunidades de lucrar a favor do tempo em zonas mais rápidas, assim como, todo o trader deve evitar expor-se por tempo demais numa operação.

Com tudo o que mencionei em mente, qualquer um pode entrar numa partida de futebol, abrir o mercado de golos e monitoriza-lo, ou seja, confirmar os dados que mencionei aqui. Essa parte é vital e se deve fazer para entender como o mercado funciona, como os apostadores punters são importantes para nós e como é bom saber como a maioria dos traders pensa.
 
Logo operar em Time Bombs é uma maneira lenta e cansativa, porém eficiente, continua e segura de fazer dinheiro com o trading desportivo. Olhem para o longo prazo, pois facilmente se dobra uma stake num dia fazendo algumas destas operações. Vão por mim, é um mercado muito promissor.

Vou, antes de encerrar o artigo, acrescentar algo sobre os reveses desta técnica. Estando a operar num mercado de golos, pode acontecer o golo enquanto está a trabalhar no Under por exemplo. O que fazer? A primeira coisa que eu faço, é estimar a percentagem da stake que perdi e fechar a posição. Simples, porém volto logo para o jogo monitorizando o mercado atrás de outra zona mais rápida para prosseguir as operações normalmente. Acho que é assim que a maioria deveria agir. Não devemos pôr os pés pelas mãos e tentar recuperar a percentagem perdida, isso acontecerá naturalmente fazendo um bom trabalho. O máximo que eu faço é, quando estou a assistir o jogo em direto, deixar a posição aberta por mais algum tempo, isto porque assistindo à partida tenho um controle maior. Confesso no entanto que faço destas operações em eventos que não estou a assistir mas não aconselho a fazerem isso, cada trader com sua experiência. Eu sinto-me à vontade para fazer esse tipo de operaçoes assistindo o jogo ou não, outros preferem assistir sempre.

Não quero porem, ser uma má influência para os iniciantes, pois como disse, cada trader é diferente, eu tenho anos de mercado e gosto de operar desta forma, mas meu conselho é trabalharem apenas em jogos que estejam a assistir e operarem com segurança.

As perdas acabam por virar, de uma forma ou de outra, assistindo ao jogo ou não tudo o que têm que fazer é relaxar, ver as opções e medir os riscos, mas optem sempre por fechar a operação assim que o prejuízo for recuperado.  Pois o lucro vem a longo prazo. 


Não me vou alongar muito em explicações, o texto já está de bom tamanho, a partir de agora façam perguntas que tiraremos as dúvidas aqui nos comentários.

Espero que tenham gostado, abraços!

 


Partilhar "Trading em Futebol: Time Bombs" via: